segunda-feira, 31 de março de 2008

Capitulo 21: Pedra do Sal


E no final de meu caminho, um farol encravado
na rocha sinalizava meu próximo rumo
Acordei às oito da manhã, sozinho e, milagrosamente, sem nenhuma fagulha de dor de cabeça. Pelo visto, o Piauí não havia me transformado apenas em uma espécie de Rambo. Também virei uma espécie de Jaguar , com a mais completa imunidade ao álcool que um fígado pode alcançar.
Tomei banho e me vesti para o café da manhã. Me entusiasmei ao ver tanta fartura: frutas, pães, bolos, sucos, queijos... Como já estava tudo incluso na conta, aproveitei este raro momento de boca-livre de minha peregrinação. Comi como se estivesse fazendo a última refeição antes de ser executado na cadeira elétrica. O que de certa maneira fazia sentido, pois sabia que, ao deixar o Piauí, algo em mim teria mudado.
Andei até o centro da cidade à procura de algum transporte até a Pedra do Sal, a praia mais conhecida do “imenso” litoral piauiense. Não queria me render ao moto-táxi logo de cara, ainda tinha esperanças de achar algum ônibus ou van que me levasse até lá com um pouco mais de conforto.
O centro estava fervilhando, como o de qualquer outra cidade com mais de 200 mil habitantes no início da manhã. Não vi nenhum prédio alto, mas Parnaíba mostrou ser uma cidade bem desenvolvida, com muito comércio e belos casarões antigos. Logo cheguei na ponte que leva até a praia e vi um ônibus com a placa “Pedra do Sal” parado no cruzamento. Saí correndo para alcançá-lo. Por sorte os motoristas piauienses mostraram ser bem mais educados que os cariocas. Ao me ver correndo, fez questão de esperar, mesmo bloqueando o trânsito.
Estava com sorte. O trocador disse que aquele ônibus só passava de hora em hora. Sentei no último lugar disponível e dei uma checada no naipe dos passageiros. Não havia ninguém com pinta de turista. Tirando alguns pescadores, que eram a única pista de que o ônibus estava indo para uma praia, só tinha “mães de família” e crianças, mas ninguém estava vestido a caráter para o banho de mar. Atravessamos a ponte e pegamos uma estrada que passava por uma mistura de mangue, dunas de areia e muitas palmeiras de carnaúba. Eram os meus últimos dezessete quilômetros de Transpiauí.
Na beira da estrada, entre carnaúbas e mangues, havia muitas casas de sapê. O motorista parou na porta de quase todas elas para que as mulheres descessem com os filhos. Depois de 20 minutos, o ônibus só levava os pescadores e eu. Após cruzarmos algumas dunas mais altas, finalmente avistei o mar do Piauí. Não estava acreditando que faltava pouco para concluir a minha jornada.
A praia é muito extensa. Lá no final dava para ver um farol construído num pontal rochoso e uma pequena vila, com uma dúzia de casas e alguns quiosques na areia. O mar estava dividido entre o azul do oceano e as águas barrentas de um dos rios do delta que desaguava ali por perto. Uma parte estava altamente convidativa para um mergulho, a outra dava aquela impressão de sujeira característica de quase todos os rios.
O lado esquerdo do farol, por onde chegamos, formava uma tranqüila enseada que abrigava muitos barcos de pescadores. Já o lado direito era mais revolto, com muitas ondas. O ônibus parou em uma praça na vila. Quando desci, tinha certeza de que o melhor marco para o final de minha peregrinação seria aquele farol encravado no meio das rochas. Fui caminhando em passos lentos, saboreando aquele vento salgado batendo no rosto. A sensação de tortura que senti no início da viagem, poucos dias atrás, já estava superada. As estradas esburacadas, a má alimentação e o péssimo cheiro do banheiro do ônibus eram uma vaga lembrança.
A praia estava semi-deserta e reforçou ainda mais uma impressão que sempre me acompanhou. Em toda a jornada, me senti como se fosse o único turista do Piauí. Em nenhum momento vi alguém que pudesse estar experimentando as mesmas coisas do que eu. Nenhum sinal de qualquer andarilho usando colar feito com uma concha de vieira. Provavelmente esta foi uma das minhas melhores sensações durante a viagem. Desde o paupérrimo extremo sul do estado, passando por lugares como a Serra da Capivara, Teresina, Sete Cidades e Parnaíba, me senti único. Definitivamente o Piauí é um dos melhores lugares do mundo para este tipo de peregrinação, pois ele permitiu que um espírito pioneiro, mesmo que falso, contaminasse os meus pensamentos. A satisfação deste fetiche absurdo que sempre tive se revelou muito mais proveitosa do que qualquer viagem para um lugar da moda, freqüentado por pessoas que “acontecem e fazem acontecer”.
Ao contrário dos grandes centros de peregrinação espiritual do mundo, onde você se sente obrigado a absorver alguma coisa, o vazio e a falta de compromisso da Transpiauí te deixam à vontade para tirar as suas próprias conclusões, em vez de comprá-las em uma lojinha de souvenir estrategicamente situada ao lado de “marcos” como a catedral Santiago da Compostela, por exemplo. Na Transpiauí não é necessário que aconteça “algo” para que o peregrino se sinta “evoluído”. Ninguém precisa voltar para casa inventando historinhas de “encontros com demônios” ou “busca por espada” para causar inveja nos pobres mortais que nunca tiveram a coragem de sair de sua rotina e se embrenhar em um caminho apenas para serem “tocados em seu âmago” .
Eu saí de casa incrédulo, como se tudo fosse uma grande sacanagem, mas sinto que realmente mudei em alguns aspectos. Passei a me sentir seguro com as coisas que faço no Cocadaboa, pois vi que meu humor picante e minha língua impudica simplesmente brincam, sem qualquer preconceito, com as coisas que acontecem ao meu redor, independente de estar no Piauí ou no Rio.
Alguns idiotas acham que para uma piada não soar preconceituosa só negros podem brincar com os estereótipos negros, ou judeus com judeus, ou piauienses com piauienses. Como se você só pudesse rir dos outros se estivesse ao mesmo tempo rindo de si mesmo. Pura bobagem, pois cruzei o Piauí inteiro e, apesar das brincadeiras, em nenhum momento me senti realmente diferente das pessoas que moram aqui. Estaria desvalorizando o Piauí se não tivesse feito nenhuma piada ou observação cáustica, pois estaria considerando o estado tão deficiente a ponto de decidir poupá-lo de uma coisa que o pensamento “politicamente correto” considera natural quando feita entre as pessoas que possuem o mesmo rótulo social ou religioso que lhes é atribuído.
Sacaneio sim, pois sou igual a um piauiense.
Para quem ainda não se sentiu convencido, recomendo a todos que vão até o Piauí e sigam “O Caminho”. Percorra este estado desde seu mais fudido interior até o seu belo farol na Pedra do Sal. Mesmo que não encontre com um velho sarcástico disposto a lhe dar uma lição de vida, com certeza haverá um momento engraçado quando você poderá rir e dizer para si “Só mesmo no Piauí!”, sem se sentir a pessoa mais preconceituosa do mundo.
Dei meus últimos passos mais do que satisfeito com o meu pequeno farol. Depois de chegar até ele e comemorar solitariamente com uma foto e um sorriso, me premiei com um mergulho e um longo e preguiçoso banho de sol. Fiquei o resto da manhã tomando cerveja num quiosque que, além de mim, não tinha mais nenhum cliente.
Já ébrio, não apenas pelas várias garrafas de cerveja, mas também pelos 3.616 quilômetros que venci para chegar até aqui, concluí que o Piauí é realmente o cu-do-mundo. Como qualquer outro cu, ele causa uma primeira impressão horrível, mas aos poucos, exigindo muita paciência, vai revelando os seus mistérios e dando as suas lições. Quando você o domina, tudo se transforma em uma estupenda e inédita forma de prazer. A sodomia é uma arte, e para apreciá-la é preciso peregrinar pelas trevas até conquistar a “elevação do espírito”.

Extraido do Livro:
Transpiauí, uma peregrinação proctológica
Autor: Mr Manson, Editora: Churros, ISBN: 8598289019, Ano: 2004, Edição: 1.

De volta à sua casa


Pela 6ª vez Antônio Lopes volta a ser o técnico do Vasco.
Ele foi três vezes campeão carioca (1982, 1998 e 2003), campeão Brasileiro (1997), campeão da Libertadores (1998) e do Rio-São Paulo (1999), e também conquistou o último título do clube, o Campeonato Carioca de 2003.

domingo, 30 de março de 2008

Divulgação do Litoral Piauiense


Quase inexplorado o litoral do Piauí reserva belas praias desertas e paisagens primitivas

Com apenas 66 km de extensão, o litoral do Piauí, "uma pequena grande costa", como alguns já começam a chamar, abrange os municípios de Parnaíba, Luis Correia, Ilha Grande e Cajueiro da Praia.
Embora seja o menor litoral do Brasil, é marcado em seu extremo pelo único delta das Américas em mar aberto, o Delta do Parnaíba. Este rio banha vários municípios Piauienses, ao longo dos seus 1.485 quilômetros, formando praias fluviais, e na sua foz, ao desaguar no oceano Atlântico, um arquipélago com 2.700 quilômetros quadrados de área, subdividindo-se em cinco ramificações: Igaraçu, Canárias, do Caju, da Melancieira e Tutóia. A partir daí, surgem igarapés, mangues, dunas de areias brancas, lagos e mais de setenta ilhas e ilhotas, enriquecidas também com os mais diferentes tipos de animais silvestres.
As praias do litoral Piauiense apresentam-se como as mais desconhecidas e belas da costa brasileira, com a limpidez de suas águas e a manutenção de condições bem primitivas de suas paisagens naturais. A 15 km da cidade de Parnaíba, segunda maior cidade do Estado, está a praia da Pedra do Sal, com 24 km de extensão (situada na Ilha Grande de Santa Isabel, a maior e mais importante ilha, formada pelo delta do rio Parnaíba), cujo pontal, no extremo oeste, faz divisa com o Maranhão. A praia é um lugar rústico, muito procurado por famílias nos fins de semana, ou diariamente pelos surfistas. O nome da praia vem de um fenômeno trivial: quando o mar esta alto, as ondas quebram sobre imensas pedras, onde pequenos nichos ou depressões acumulam água e depois, com a evaporação, fica o sal.
O restante do litoral Piauiense, 42 km, pertence aos municípios de Luis Correia e Cajueiro da Praia. É aí que está à praia do agito em Piauí: Atalaia, que possui hotéis, bares, barracas onde se serve tira-gostos de peixe, camarão, caranguejo e a refrescante água de coco.
A seguir, vem a cidade de Luis Correia, um grande balneário turístico, com belas praias de águas mornas e claras, tais como a praia do Coqueiro, com casas de veraneio em quase toda a orla e ideal para os que preferem a tranqüilidade.
Já na paria de Itaqui, onde se ergue um farol, o destaque são as dunas de areia branca, assim como na deserta praia de Carnaubinhas, nome ganho devido às areias que cobrem grande parte das carnaúbas ali plantadas.
Um pouco mais além, alcança-se Maramar e, depois, a magnífica e tranqüila praia de Macapá, na foz do rio Camurupim.
Do outro lado da foz, uma bucólica vila de pescadores guarda a bela praia da Barra Grande. Por uma estrada de terra com cerca de 10 km, chega-se a Cajueiro da Praia, área de preservação do peixe-boi marinho, já quase na divisa do Piauí com o Estado do Ceará.
Ainda nesse cenário do litoral Piauiense surge a Lagoa do Portinho, entre os municípios de Parnaíba e Luis Correia, com 15 km de extensão, cercada de alvas e macias dunas, que se movimentam com a ação dos ventos. Suas águas escuras contrastam com as areias brancas, proporcionando em noites enluaradas um fenômeno inesquecível de beleza natural.

Onde ficar:

Hotel Cívico
Rua Gov. Chagas Rodrigues – 474, Centro - Parnaíba
Fone: (86) 332-2470
Hotel Delta do Parnaíba
Rua Monsenhor Joaquim Lopes, s/nº, Centro - Parnaíba
Fone: (86) 3321-2577
Hotel Aimberê
Rua Projetada - Praia do Coqueiro - 11 km - Luís Correia
Fone: (86) 3366-1143

Como chegar:

Rodoviário:

• Acesso a partir de Teresina (PI)
Pela BR- 343 ou PI-113 até Piracuruca, onde se pega também a BR 343
Distância: 335 km
• Acesso a partir de Fortaleza (CE)
BR- 222 e depois BR 343
Distância: 517 km
• Acesso a partir de São Luís (MA)
BR-135 e depois BR-222 e BR 343
Distância: 484 km

Aéreo:

A melhor maneira de se chegar às cidades, (Luís Correia, Parnaíba) é de avião. Há vôos de Fortaleza e Teresina direto para os destinos.

Fonte:
UOL

http://guiaonde.uol.com.br/leiamais.asp?iddestaque=3900

Tempo Real



Já estão sendo disponibilizadas no site da Prefeitura de Parnaíba as imagens das câmeras instaladas na cidade.
A primeira ao ir ao ar foi a da praia da Pedra do Sal.
São 20 posições da câmera, zoom e opção de fotografar.

Endereço site Prefeitura

http://parnaiba.pi.gov.br/novophb/

Endereço câmera ao vivo

http://200.217.241.212/cgi-bin/client_execute.cgi?tUD=0

sexta-feira, 28 de março de 2008

O Fim de Uma Era



Em uma entrevista ao Jornal O Dia do Rio de Janeiro, Romário disse que seu tempo já acabou. "Não jogo mais, não. Já parei de jogar. Não tenho mais condição."

GOLS

VASCO DA GAMA - 326
FLAMENGO - 204
PSV - 165
BARCELONA - 71
SELEÇÃO BRASILEIRA - 53
FLUMINENSE - 48
MIAMI - 22
VALENCIA - 14
ADELAIDE - 1
DIVISÕES DE BASE - 77
JOGOS FESTIVOS - 21
TOTAL 1.002

quinta-feira, 27 de março de 2008

Minhas Fotos no Site da Prefeitura


http://parnaiba.pi.gov.br/novophb/albumdet.php

Os Últimos Dias de Saddam


Foi divulgado hoje pela Rede CNN a imagem da cela em que o ex-ditador iraquiano Saddam Hussein viveu seus últimos dias.
É um quarto pequeno, sem janelas, chão de metal, paredes na cor bege, pia, vaso sanitário e a cama era em concreto.
Segundo a CNN, em seu último dia de vida, "Saddam acordou e foi informado de que aquele seria o dia da execução", disse o general Stone. "Ele lavou-se muito rapidamente", acrescentou, apontando para uma pia. "Era inverno, estava muito frio". O ditador levou mais tempo do que o normal para vestir seu terno preto, que era sempre usado por Saddam durante seu julgamento na corte, destacou o general. "Ao sair da cela, ele se despediu dos guardas e entrou no carro rumo à execução", afirma.
Alguns guardas que vigiavam o ditador disseram que Saddam pediu a eles para entregar seus pertences pessoais a seu advogado, e dizer à sua filha que ele estava indo se encontrar com Deus, com a consciência limpa, como um soldado iraquiano que sacrificou a vida pelo seu povo. Quando perguntado por que o ditador era chamado pelo apelido de 'Vic', Stone disse que "isso é um pequeno segredo."
Segundo o general, "quando o ditador chegou, não sabíamos como chamá-lo. 'Senhor presidente?' não, isso não soava bem", declarou. "Como você o chamaria?", rebateu Stone, segundo a CNN. "Um dia, Saddam perguntou por que nós o chamávamos por estas iniciais, e não pelo nome dele. Eu respondi que era por ele ser um 'criminoso muito importante (very important criminal, em inglês), explicou o general. "Então, ele disse: 'Ok, é assim que eu quero ser chamado."
Segundo Stone, numa área da cela, o ditador mantinha o hábito de escrever um diário. Saddam dizia que era de sua responsabilidade documentar a história, "para o povo saber os fatos como eram, e não de uma forma falsa."
Segundo a CNN, nesses escritos o ditador mostrava seu lado filosófico. "As luzes são escuras depois do pôr-do-sol, mas a fumaça e o fogo encobrem a cidade", escreveu o ditador, numa das páginas de seu diário, também divulgado pelo general americano.
Numa outra parte, o ditador pedia para a população reagir. "Peguem as roupas do ódio e as arremessem no oceano da ira", diziam as anotações. "Deus irá proteger você e então começará uma vida nova, com o coração limpo", acrescentou.
Saddam foi condenado à forca em 30 de dezembro de 2006, indiciado pela morte de 148 pessoas no norte de Bagdá após sofrer uma tentativa de assassinato em 1982.

Fonte:
Estadão

Agora Vai


O secretário especial dos portos, ministro Pedro Brito, chega hoje a Teresina e amanhã vem á cidade de Luis Correia onde visita o porto de Luís Correia, na Praia de Atalaia. Depois ele vai a Parnaíba, onde faz a apresentação do projeto do porto, no auditório da Associação Comercial de Parnaíba.
Segundo o secretário estadual dos Transportes, Luciano Paes Landim, o porto de Luís Correia é uma reivindicação antiga da população piauiense. “É uma obra importante para o desenvolvimento do Estado, pois vai atrair diversos investidores”, disse.
O secretário informa que inicialmente serão liberados recursos no valor de R$ 12 milhões para conclusão da primeira etapa do projeto, que consiste na estrutura administrativa, estrada de acesso, pavimentação do cais e o próprio cais. Com a conclusão da primeira etapa, o porto estará apto a receber navios de pequeno porte.
Ainda de acordo com o secretário, feita a apresentação e o lançamento do projeto, em abril será aberta a licitação, e a previsão é de que a obra seja iniciada no segundo semestre deste ano. “Esta primeira etapa deve ser concluída até dezembro de 2009”, informa Luciano Paes Landim, declarando que a obra é uma realização do Governo do Estado, em parceria com a Secretaria Especial dos Portos.

Fonte:
Governo do Estado do Piauí

quarta-feira, 26 de março de 2008

Capitulo 20: Parnaíba


A cidade do Delta, também conhecido como b2-4ac

Parnaíba fica na foz do rio de mesmo nome e é muito conhecida por ser a base de saída para visitas ao único delta em mar aberto das Américas. O Delta do Parnaíba é considerado uma das maiores belezas naturais do Brasil, mas infelizmente isso não serve de consolo para levantar a auto-estima dos piauienses, pois a maior parte dele fica no lado maranhense da fronteira.
Pensando bem, essa é uma das fronteiras mais anatomicamente corretas do planeta, pois se partirmos de um “cu genérico” e percorrermos a trilha rumo ao norte, há grandes chances de desembocarmos num exuberante “delta” . Ou seja, o “Cu-do-Mundo” e o “Delta do Parnaíba” formam a dobradinha perfeita para uma noite pecaminosa. E, ao contrário da maioria dos deltas que encontramos por aí, o do Parnaíba ainda mantém a sua mata virgem. Ao fazermos um passeio de barco pelos rios que formam esse ecossistema único, é possível ver uma rica fauna, dunas, praias, lagoas e mangues. Dizem que a paisagem se modifica a cada momento.
Depois de encarar milhares de quilômetros de estradas empoeiradas, finalmente estava chegando no tímido litoral do Piauí, que é bem escondidinho e apertado, como qualquer cu respeitável. A costa piauiense é a menor do Brasil , se resumindo a míseros 70 quilômetros de praias, mais ou menos o mesmo que o litoral da cidade do Rio de Janeiro. Mesmo tendo tão pouco para conhecer, estava ansioso para dar um mergulho e “pegar uns jacarés”, pois até aquele momento não havia tido o prazer de ver sequer uma cachoeira. Ou mesmo um riacho, como me fez crer o velho da bicicleta.
A viagem foi rápida. Chegamos em Parnaíba às dez horas em ponto. Quando desci do ônibus, esbarrei com quatro motoristas de moto-táxi se digladiando para me levar. Um deles chegou a me segurar pelo braço, mas logo soltou quando virei e disse com a minha simpatia nota dez:
– Porra, maluco, eu quero mijar! Se você não me soltar, vou começar a achar que tu quer ir lá também para dar uma “sacudidinha”.
Felizmente os malas tinham sumido quando saí do banheiro. Provavelmente conseguiram caçar outro mané. Resolvi, então, prestigiar os mais educados, que aguardam os passageiros em seu devido lugar. O piloto confirmou que o hotel que eu tinha escolhido no guia era bom e barato, e lá fomos nós, cortando as largas avenidas de Parnaíba. Acho que em nenhum outro lugar do mundo o transporte da rodoviária até o hotel seria tão prático e barato. Cheguei à conclusão de que estava completamente viciado nos moto-táxis piauienses.
Me surpreendi ao ver muitas referências ao ex-governador Mão Santa. A cada esquina que dobrávamos havia um Centro Esportivo Mão Santa, uma Casa de Saúde Mão Santa, um Educandário Mão Santa, ou até mesmo um “Cemitério Mão Santa”. Quase tudo na cidade foi batizado com o nome do cara.
Pesquisando o porquê de tantas homenagens ao ex-governador, descobri que o homem é uma verdadeira entidade. Para começar, Mão Santa conseguiu a façanha de se eleger senador logo depois de ter o seu mandato de governador caçado. O cara teve suas falcatruas desmascaradas, mas mesmo assim foi eleito pelo povo piauiense como o seu representante no Senado Federal. Com esse feito, ele se igualou a messias como São Barbalho e São Magalhães. Mas não é só isso. Também fiquei sabendo que o senhor Mão Santa é uma verdadeira fábrica de piadas. Foram quase dois mandatos repletos de factóides, gafes e frases memoráveis.
Ele tinha o costume de ir de casa para o trabalho a pé. Encarava quatorze quilômetros de caminhada debaixo dos dois sóis que castigam Teresina. Isso já nos dá uma noção do aroma exalado pela autoridade . Outros detalhes de sua higiene, como mau hálito, caspa e flatulência também são vastamente relatados em conversas de bar. O Rio convive com as balas perdidas, mas o Piauí também sofre muito com os “perdigotos perdidos” do Mão Santa, que podem atingir qualquer desavisado que fique próximo de seu palanque. Há quem diga que o verdadeiro motivo de sua cassação tenha sido uma manobra norte-americana, pois o Pentágono declarou que Mão Santa era uma arma química ambulante e garantiu que invadiria o Piauí caso ele não abandonasse o cargo.
Dentre as suas maiores realizações, gostei mais do Spa Santo. Ele transformou uma colônia de férias para funcionários públicos em clínica de emagrecimento, onde as mulheres carentes do Piauí poderiam emagrecer e ficar mais gostosas. Segundo o ex-governador, elas não sofreriam mais de carência depois que exibissem seus novos corpos esbeltos pelas ruas do Piauí. Como o orçamento do estado é muito modesto, depois do Spa não sobrou muito dinheiro para pagar os funcionários e o governador acabou atrasando os salários. Isso o deixou numa posição delicada. Mesmo assim, Mão Santa não perdeu o seu talento humorístico. Durante uma manifestação, ele respondeu a uma funcionária pública revoltada: “Não reclame! Sua menstruação também atrasa!”
Depois de uma rápida leitura de suas aventuras, comecei a achar que Mão Santa era realmente uma criatura especial. É como se todo o humor do Piauí estivesse concentrado nesse ser único, um verdadeiro orixá da tosqueira. Comecei a pensar em todas as situações engraçadas que havia vivido durante a peregrinação e fiquei em dúvida. Será que esta “mão invisível” que colocava e removia os problemas de meu caminho tinha alguma relação com a “mão santa” de Mão Santa? E a famosa pintura da “mão de seis dedos” do Parque das Sete Cidades? Seria alguma espécie de sinal místico? Tudo começou com um fetiche meu, quase uma maluquice, mas a cada coincidência passava a acreditar mais no destino e nas forças ocultas que regem aquele pedaço de terra esquecido. A ansiedade de estar quase concluindo a minha jornada se misturou com milhares de dúvidas sobre os mistérios do Piauí. Só consegui esfriar a cabeça depois de chegar ao hotel e tomar uma ducha fria.
Apesar da aparência de limpeza do quarto, uma barata saiu pelo ralo e escalou a minha perna enquanto eu tomava banho. Se isso tivesse acontecido seis dias atrás, certamente ficaria completamente enojado, ou até mesmo assustado. Mas, para minha surpresa, reagi com muita calma e sangue frio. Pisei na barata com meu pé descalço e empurrei seus restos mortais de volta para o ralo. Percebi que além de me ensinar muito espiritualmente, a Transpiauí também havia me deixado mais forte psicologicamente. Havia me transformado em uma espécie de Rambo, capaz de ser jogado em uma fossa repleta de sanguessugas e permanecer calmo .
Já eram quase onze da noite e estava muito cansado. A melhor opção depois do banho seria ligar a TV e dormir. Acontece que a televisão do quarto era muito antiga, para não falar jurássica. Ninguém estranharia caso ela tivesse sido desenterrada em algum sítio arqueológico da Serra da Capivara. Demorei uns cinco minutos só para descobrir como ligá-la. Depois, fiquei um tempão tentando ajustar a imagem, sem sucesso. Achei mais proveitoso arriscar uma saída e procurar um lugar para comer algo decente.
O recepcionista do hotel disse que poderia encontrar bares e restaurantes na “beira-rio”. Dava para ir a pé, era só descer a rua e caminhar cerca de 400 metros. Fui andando no meio do escuro, quase não havia postes de luz no caminho. O barulho de sapos, grilos e outros animais brejeiros aumentava a cada passo que dava. Nenhuma alma viva na rua. Se o cara não tivesse me indicado o caminho com tanta precisão, provavelmente já estaria me sentindo perdido. Quando cheguei no final da rua, realmente havia um rio, ou melhor, um mangue. Um pouco mais à frente, havia um esboço de movimento. Ao me aproximar, vi que era um boteco com três pessoas assistindo TV e tomando cerveja. Todos os outros bares e restaurantes da rua já estavam fechados. Mesmo assim não desanimei, afinal faltavam apenas mais algumas horas para que minha peregrinação chegasse ao fim. Pedi uma cerveja e o cardápio. Bebi e comi muito, celebrando solitariamente esta façanha que seria incompreensível para qualquer pessoa normal.
Por volta de uma hora da manhã, voltei para o hotel caminhando certo por linhas tortas. Tomava cuidado para não tropeçar em buracos que não existiam. O último obstáculo a ser vencido antes de concluir minha peregrinação era uma iminente ressaca.

Extraido do Livro:
Transpiauí, uma peregrinação proctológica
Autor: Mr Manson, Editora: Churros, ISBN: 8598289019, Ano: 2004, Edição: 1.

Cabarés de Parnaíba




By Paulo César

Matou e Tatuou


Este é muito frio, mandou matar o amante de sua mulher, e depois tatuou um caixão com o nome da vítima e a data do crime.

Fonte:
UOL

1 Milhão


Rafinha é o grande vencedor do BBB, o músico campineiro teve 50,15% dos votos em um total de 75 milhões e 637 mil votos, um recorde na história do BBB.

terça-feira, 25 de março de 2008

Final do BBB 8


Conforme as pesquisas de 3 sites nacionais (IG, TERRA e UOL), em um universo de mais de 17 milhões de votos, a piauiense Gyselle Soares é a grande favorita ao prêmio de 1 milhão de reais do BBB.

GYSELLE - 55,33%
RAFINHA - 44,67%

*Média dos 3 Sites (22h)

Genérico Antitabagista



O tabagismo é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável em todo o mundo. A OMS estima que um terço da população mundial adulta, isto é, 1,2 bilhão de pessoas (entre as quais 200 milhões de mulheres), sejam fumantes.
Pesquisas comprovam que de acordo com dados mundiais, aproximadamente 47% da população masculina e 12% da feminina fumam. Nos países em desenvolvimento, 48% da população masculina e 7% da população feminina são fumantes; nos países desenvolvidos a participação das mulheres mais do que triplica: 42% dos homens e 24% das mulheres têm o hábito de fumar.
Dados recentes mostram também que na cidade de São Paulo, houve uma queda de 37% no número de fumantes. Os dados mostram ainda que apesar do número de fumantes ter caído entre mulheres e homens, o problema continua sendo maior entre estes últimos. Em 2001 / 2002, cerca de 25,5% dos homens de São Paulo fumavam, sendo este número de 19,8% entre as mulheres.
A Eurofarma, atenta a esta realidade, inova mais uma vez e lança o primeiro genérico antitabagista do Brasil, o Cloridrato de Bupropiona (genérico do Zyban), com preço 35% menor do que o produto de referência. O novo medicamento estará disponível nas farmácias a partir de julho.
Riscos do tabagismo:
Reconhecido como doença, o tabagismo pode ocasionar a origem de outros 56 males, como câncer de pulmão, bronquite crônica, enfarte, osteoporose e até impotência sexual. Segundo a Organização Pan Americana de Saúde, 200 mil pessoas morrem anualmente no Brasil por causa do fumo.
Dupla ação
O Cloridrato de Bupropiona tem duas indicações específicas: antidepressivo (30 comprimidos) e agente antitabagista (60 comprimidos). Ambas com a mesma concentração do princípio ativo (150 mg), mas com correspondentes inovadores distintos: os medicamentos Wellbutrin (antidepressivo) e Zyban (antitabagismo). Com intuito de ajudar aos farmacêuticos, balconistas e pacientes, cada uma das apresentações terá no cartucho a indicação do produto em destaque.
Tanto a depressão quanto o hábito de fumar são problemas que afetam a saúde de uma grande porcentagem da população. A diferença de preço entre o produto da Eurofarma e os de referência permitirão que uma parcela maior da população tenha acesso a estes tratamentos. A economia em valores absolutos para o tratamento antitabagismo chega a R$61,92 por caixa, o que representa muito no bolso do paciente.
Os genéricos se consolidaram como uma das principais ferramentas de acesso a medicamentos no Brasil. Com 48 itens na linha, a Eurofarma pratica uma política agressiva de preços que chegam a ser 55% menor que os de referência.

segunda-feira, 24 de março de 2008

Oficina Mecânica



Você tinha coragem de levar seu carro para regular a injeção eletrônica nesta ALFISINA?

O que que a Gyselle tem?


É muito fácil encontrar alguém criticando o comportamento frio de Gyselle. “Mosca morta, mosca morta!”. Em contrapartida, não foi à toa que a piauiense caiu nas graças do povo logo de cara. A bela foi emparedada quase em seqüência nas primeiras semanas de confinamento. Vítima? Se não foi, virou. E defender os mais fracos é uma coisa que a gente gosta de fazer.
Simples, simplérrima, a sister esfaqueou o português e foi absolvida. Ganhou pontos ao rir de si mesma e não botou banca para cima das outras garotas. Com olhos tristonhos e figura cansada, a garota que saiu lá do Piauí demonstrou boa dose de autocontrole e, por que não dizer, maturidade, coisa de quem já passou por poucas e boas na vida.
Ela não abusou da bebida, não flertou com ninguém e nem declarou guerra aos seus oponentes. Mas também não mandou nenhum recado, não esperneou e nem fez novos amigos. Muitos esperavam por um berro qualquer de Gyselle. Mas ela se calou, dormiu muito e comeu pacas: engordou cinco quilos.
Qual segredo Gyselle esconde? O que ela foi fazer na França? Nenhum fato ou especulação abalou o desempenho da cajuína, uma guerreira solitária que derrubou seus adversários um a um e agora pode ficar milionária.
Muitos critérios podem definir quem é o merecedor do prêmio. É verdade que Gyselle pouco contribuiu para a história do programa, mas popularidade não é o único critério que existe. Se fosse, Marcelo estaria rico.

Vote para a Gyselle ganhar 1 Milhão

Big Brother Brasil - Voto Paredão

sábado, 22 de março de 2008

Pintura na Área de Fumantes

Melancia Quadrada


Em Icapuí, cidade no interior do Ceará os agricultores resolveram apostar na produção da fruta com este formato estranho para uma fruta e também sem sementes. E o risco superou as expectativas: toda a produção é vendida para o mercado europeu. Cada uma é vendida a US$ 50.
Para conseguir o formato quadrado, as melancias assim que nascem são colocadas em fôrmas importadas da Coréia do Sul feitas de plástico resistente e alumínio. Por falta de espaço para crescer, ocupam a área delimitada e adquirem o formato dos moldes.
Sem espaço para crescer, a fruta adquire o formato dos moldes.
Além das fôrmas importadas, produzir a fruta quadrada exige cuidado redobrado e acompanhamento especial dos produtores. É necessário controlar a quantidade de adubo e água para evitar que os frutos cresçam demais e rachem.
A melancia quadrada ainda não pode ser encontrada em supermercados brasileiros. Toda a produção é voltada para o mercado internacional. Se fosse vendida no Brasil, custaria em torno de R$ 20.
Já está sendo feito testes para a produção de Melões quadrados.

Teresina X Parnaíba

A pior forma de ilusão é a simpatia de um teresinense.
O melhor conteúdo de uma solidão é a saudade de um parnaibano.
Teresina é a tese, Parnaíba é a antítese da síntese do Piauí
Nascer em Teresina, quase sempre é uma tragédia. Em Parnaíba é uma comédia.
Teresina, foroleira. Parnaíba, farofeira.
Teresina, o Inferno de Dante. Parnaíba, o Fausto de Goethe.
Em Teresina, você pode tornar-se escravo de sua ambição. Em Parnaíba, tornar-se-á um escravocrata ambicioso.
O teresinense é deprimente. O parnaibano é maníaco-depressivo.
Em Teresina, o alcoólatra diz-se boêmio. Em Parnaíba, o boêmio não diz que é alcoólatra.
Teresina é River. Parnaíba é Flamengo.
Nativos teresinenses são espírito de porco. Aborígenes da Parnaíba têm presença de espírito.
Teresina é cabeça de cuia. Parnaíba, num-se-pode.
Teresina diz-se semi-virgem. Parnaíba sabe-se quase puta.
Parnaíba, cafetina. Teresina, prostituta.
Teresina é cocaineira. Parnaíba, maconhista militante.
Teresina é Carlinhos Vassoura. Parnaíba, Mãosantinha.
Teresina, Major César Oliveira. Parnaíba, João Antonio Ibiapina.
Em Teresina, o crime compensa. Em Parnaíba, recompensa.
O parnaibano é chato. O teresinense, um pé no saco.
Parnaíba é ficção. Teresina, irreal.
Parnaíba é Assis Brasil. Teresina, H. Dobal.
Em Teresina, as fêmeas se insinuam. Em Parnaíba, andam nuas.
Teresina é decote. Parnaíba, top less.
Teresina é um porre. Parnaíba, uma ressaca.
Teresina foi fundada por um baiano. Parnaíba afunda em baianadas.
O Parnaibano é megalomaníaco. O teresinense sem auto-estima.
Em Teresina, as putinhas nos deixam brocham ao fingirem gozar. Em Parnaíba gozam da tua cara de brocha.
Teresina, viagra. Parnaíba, prozac.
Em Teresina há jet set. Em Parnaíba, jet ski.
Em Teresina, miséria pouca é bobagem. Em Parnaíba, mendicância é meio, começo e fim de vida.
O parnaibano só é solitário no enterro. O teresinense só na missa de 7º dia.
O parnaibano é gente boa. O teresinense leva tudo numa boa.
A teresinense tem uma bundinha linda. A parnaibana é desbundada.
Teresina, Matisse. Parnaiba, Picasso.
Parnaíba tem complexo de édipo de não ser capital. Teresina é uma eletra complexada de não ser litoral.
Em Teresina, toda nudez será castigada. Em Parnaíba, toda nudez será masturbada.
Teresina, metafísica. Parnaíba, dialética.
O teresinense é um gozador. O parnaibano sabe gozar a vida.
Em Teresina, conto do vigário. Em Parnaíba, tem que se queixar ao bispo.
Teresina é meio viadinha. Parnaíba, totalmente drag queen.
Parnaíba é festa do cabide. Teresina é bine iubita.
Teresina, segunda-feira calorenta. Parnaíba, domingo de sol.
Teresina bê-ere-ó-bró. Parnaíba, vai dar praia hoje?
Parnaíba ama odiar Teresina. E versa-vice.
O teresinense sempre quis inventar um Acordo de Oeiras. O Parnaibano foi quem patenteou o Acordo de Oeiras.
Parnaíba é côncava. Teresina, convexa.
Teresinense somatiza. Parnaibano sublima.
Teresinense se acha superior ao parnaibano. O parnaibano se acha superior ao resto do Piauí.
Teresina, sol a pino. Parnaíba, luau.
O teresinense com complexo de inferioridade se sente um timonense. O parnaibano com complexo de superioridade quer anexar Luis Correia e as outras 200 cidades piauienses.
Todo parnaibano é doido. O teresinense, medunal.
Parnaíba, lixão. Teresina, aterro sanitário.
Teresina, funcionária pública estadual. Parnaíba, funcionária pública municipal.
Parnaíba, concêntrica. Teresina, retilínea.
Teresina, montéquio. Parnaíba, capuleto.
Parnaíba, música pop. Teresina, pop arte.
Teresina, Alberto Silva e Mão Santa. Parnaíba, Mão Santa e Alberto Silva.
Parnaíba, pura poesia. Teresina, rima rara.
Parnaíba, romaria. Teresina, pau-de-arara.
O parnaibano não sabe onde mete o nariz. O teresinense é só perfumaria.
Teresina, música sertaneja. Parnaíba, pagode.
Teresinense vai à guerra. Parnaibano é um guerreiro.
O teresinense é da paz. O parnaibano quer que o deixem em paz.
O parnaibano age em silêncio. O teresinense quer ganhar no gripo.
O teresinense dá coice. O parnaibano é um cavalo batizado.
Teresina é Maria da Inglaterra. Parnaíba, Zé de Maria.
Parnaíba é um beco sem saídas. Teresina, vielas e esgotos a céu aberto.
Teresina, santos óleos. Parnaíba, água benta.
Parnaíba, mistérios dolorosos. Teresina, mistérios gozosos.
Tersina, Ku-Klux-Klan. Parnaíba, navios negreiros.
Teresina faz turismo em Parnaíba. O parnaibano é turista no Teresina Shopping.
Parnaíba, meio impressionista. Teresina, toda expressionista.
Parnaíba, ruralista. Teresina, urbanóide.
Teresina, estética da fome. Parnaíba, cosmética da fome.
Teresina, os monólogos da vagina. Parnaíba, as falas do falo.
Parnaíba, verborrágica. Teresina, retórica vazia.
Parnaíba é grito de gol. Teresina, silêncio antes de bater o pênalti.
Teresina, Silvestre Stallone. Parnaíba, Sharon Stone.
Parnaíba, Yaser Arafat. Teresina, Ariel Sharon.
Teresina, Comercial Carvalho. Parnaíba, Bar do 70.
Teresina é PT. Parnaíba, PMDB.
Parnaíba, fidelidade canina. Teresina não larga o osso.
Teresina, macholência. Parnaíba, femínea.
Parnaíba, prostituição infantil. Teresina, pedofilia.
Teresina, clean mas trash. Parnaíba, ligth mas over.
Teresina são os outros. Parnaíba, eu eu eu eu.
Teresina é uma fantasia. Parnaíba, mascarada.
Teresina, flores. Parnaíba, deflorada.
Parnaíba, carinho. Teresina, carícia.
Teresina, the end. Parnaíba, grand finale.
Parnazina, Ternaíba.
A capital do Piauí, Teresina, é uma crôa do Parnaíba querendo ser praia.
Parnaíba é uma Teresina que migrou para o oceano atlântico pelas águas do rio que tem o seu nome.

Fonte:
Jornal O Dia
Coluna - Balaio

Malhação de Judas


A Brincadeira da Malhação do Judas é feita no sábado de Aleluia, quando se pendura em um poste um boneco representando o Judas. Para se confeccionar o Judas usa-se: Uma calça masculina, um par de meias masculinas, uma camisa de mangas compridas, meias e um saco para fazer a cabeça do Judas.
Tudo isso é costurado ligando uma peça a outra, na camisa se costuram a calça, as luvas, o saco para a cabeça, nas pernas da calça se costuram as meias para se fazer os pés. Tudo isso é preenchido com palha, serragem ou restos de papéis, para ficar parecido com uma pessoa. Depois de pronto amarr-se o judas em um poste ou em uma árvore.
Em geral dá-se a ele o nome de uma pessoa da comunidade ou de um político e é pendurado uma placa em seu pescoço com seu nome.
Depois aos gritos, todos começam a jogar paus e pedras no Judas e depois é ateado fogo ao boneco.

sexta-feira, 21 de março de 2008

Sexta-Feira Santa



É a data em que os cristãos lembram o julgamento, paixão, crucificação, morte e sepultura de Jesus Cristo, através de diversos ritos religiosos.
Segundo a tradição cristã, a ressurreição de Cristo aconteceu no domingo seguinte ao dia 14 de Nisã, no calendário hebraico. A mesma tradição refere ser esse o terceiro dia desde a morte. Assim, contando a partir do domingo, e sabendo que o costume judaico, tal como o romano, contava o primeiro e o último dia, chega-se à sexta-feira como dia da morte de Cristo.
Ela pode cair entre 20 de março e 23 de abril.

quinta-feira, 20 de março de 2008

A História do Ovo de Páscoa




O Ovo de Páscoa chegou até nós advindo de tradições milenares, que estavam fortemente arraigadas nas comunidades primitivas humanas de base agrícola.
Os chineses e os persas, assim como os romanos e algumas tribos germânicas, consideravam o ovo um símbolo de vida e do renascimento de cada primavera após a noite invernal, razão pela qual o adotaram como objeto de culto e de veneração.
A movimentação dos astros, principalmente o Sol, assim como o ciclo das estações, eram de importância vital para as civilizações antigas baseadas na agricultura, o que explica a presença deste símbolo universal em diversas festividades anuais, especialmente nas ligadas à primavera.
Vários povos, como os chineses, os persas e os gauleses, pintavam ovos de diversas aves com cores vivas para evocar o sol da primavera, que aparece nesta época do ano no hemisfério norte, e que para os antigos representava um retorno à vida.
O ovo como símbolo de renascimento também estava presente nas antigas cerimônias da Pesach, a Páscoa judaica, quando se celebra o momento em que o anjo exterminador passou por sobre as moradias dos judeus escravizados no Egito, cujas portas haviam sido marcadas por ordem de Jeová para que escapassem do castigo divino contra os egípcios.
Este rito hebraico foi absorvido pelo cristianismo, religião na qual a tragédia litúrgica da crucificação, morte e ressurreição de Jesus Cristo se entrelaça também com rituais pagãos ligados à fertilidade e à idéia de ressurreição.
Em muitos destes ritos arcaicos, aparecia o símbolo milenar do ovo, arquétipo que, desde o alvorecer da humanidade, leva consigo a magia e o mistério do ressurgir periódico da vida.
Na Alta Idade Média, os cristãos adotaram o ovo como símbolo para festejar a ressurreição de Jesus Cristo na Páscoa de cada primavera boreal (hemisfério norte), depois dos sacrifícios que os fiéis se impõem durante a Quaresma.
Ovos de Páscoa feitos de chocolate, muito semelhantes aos que conhecemos hoje, surgiram inicialmente nos Estados Unidos no final do século XIX, e a partir daí se espalharam pelo mundo como um produto industrial, junto com a lenda do "Coelho da Páscoa", segundo a qual um coelho esteve preso com Jesus no Santo Sepulcro, tendo presenciado a sua ressurreição.
Ao sair dali, o animal teria sido o mensageiro da boa nova, e distribuiu entre os primeiros cristãos ovos pintados com cores vivas, que representavam a magia do renascimento, do retorno à vida.
Embora esta história, provavelmente medieval, não pareça estar ligada a nenhuma tradição cristã, cabe lembrar que o coelho era para os antigos, assim como o ovo, um símbolo de fertilidade e vida.
A partir do século XX, o Ovo de Páscoa adotou definitivamente o chocolate como matéria-prima e rapidamente de tornou um objeto de consumo que movimenta milhões de dólares, mas cuja origem mais remota poucas pessoas conhecem.

Pesquisa de Imagens



Compfight é uma ferramenta que usa o Flickr para pesquisar fotos, incluindo a opção de fazer pesquisa de texto completo sobre títulos e descrições.

http://compfight.com/

Pesquisa de Livros do Google


Pesquisa de Livros do Google

O Google acaba de disponibilizar mais um outro sistema de pesquisa, é o BOOK.GOOGLE, com ele você pesquisa em livros inteiros e acha novos livros.
Clique no link acima para acessar a página da pesquisa.

Irresponsabilidade e Falta de Amor à Vida



Olha a irresponsabilidade desta mulher, além de transportar 4 crianças, ainda assim todas estão sem capacete.

quarta-feira, 19 de março de 2008

Celular na Entrevista



Quando você for conceder uma entrevista, favor desligar o telefone ou então coloque no modo silencioso.

terça-feira, 18 de março de 2008

Banho de Água Fria


Especialistas em direito eleitoral são descrentes quanto a candidatura do senador Mão Santa (PMDB-PI) a prefeito de Teresina, mesmo tendo domicílio eleitoral em Parnaíba, litoral do Estado. O advogado do partido, Edvar Santos, encaminhou pedido de consulta ao Tribunal Regional Eleitoral, e promete o fazer também ao Tribunal Superior Eleitoral, para avaliar a possibilidade, mas outros juristas usam até a constituição federal para adiantar que a resposta deve ser negativa.
Charles Marx evoca até o artigo 14 da Constituição Federal, que traz como condição de elegibilidade "o domicílio eleitoral na circunscrição", e defende que a eleição municipal de limita ao município. "Em uma eleição estadual você pode ter domicilio eleitoral em qualquer cidade. É diferente quando eu estou falando de uma eleição municipal", declarou o advogado.
A argumentação usada pelo PMDB também é contestada. A fundamentação da consulta é feita em uma prerrogativa do próprio TSE, que possibilita que ex-presidentes da República possam escolher um Estado para se candidatarem a governador. Para Charles Marx, Mão Santa está hoje em outra qualidade de mandato eletivo, que não o permitiria fazer uso dessa prerrogativa.
Já Celso Barros diz que o caso não pode ser comparado ao de ex-presidentes, como José Sarney, do Maranhão, hoje senador pelo Amapá. "O senador Sarney naturalmente fixou seu domicílio em Amapá, mas dentro do prazo legal. Ele não podia chegar de pára-quedas e dizer: sou candidato", disse o advogado, para quem Mão Santa deveria ter obedecido às normas legais para se candidatar.
"No caso do Mão Santa, se ele, um ano antes, tivesse transferido seu domicílio para Teresina, ele não precisava provar que reside em Teresina. Ele apenas teria que fixar o domicílio através da transferência do seu título para Teresina. Como ele não o fez, ele está impedido de ser candidato", completou Celso Barros.
A esposa de Mão Santa, Adalgisa Moraes Sousa, pré-candidata em Parnaíba, transferiu seu título de Teresina para Parnaíba no ano passado.

Fonte:
Cidade Verde

Final do BBB


A Globo mudou o final de "Big Brother Brasil". A oitava edição do reality show terá, pela primeira vez, três paredões para definir o vencedor. A informação é do colunista Daniel Castro, na Folha desta terça-feira (18). O conteúdo completo da coluna é exclusivo para assinantes UOL e Folha.
De acordo com Castro, o primeiro paredão será formado na próxima sexta entre os quatro participantes que restarão a partir da eliminação de hoje à noite; um deles se tornará líder na quinta-feira.
Serão dois "paredões-relâmpago". O paredão a ser formado na sexta será decidido no sábado à noite. Os três "sobreviventes" disputarão uma prova. O vencedor estará na final, na terça-feira. Os dois perdedores farão outro paredão-relâmpago, a ser decidido no domingo.
Segundo Daniel Castro, o diretor J.B. de Oliveira, o Boninho, desistiu de definir um dos dois finalistas pelo "big fone". A idéia inicial era de que quem atendesse ao telefone no próximo sábado seria finalista.
Castro diz que Boninho resolveu voltar atrás após reclamação de fãs, motivada pela publicação da notícia do finalista eleito pelo "big fone" por sua coluna, Outro Canal.
Ainda segundo o colunista, a Globo não perdeu audiência do "BBB 8" com a saída de Marcelo. As edições de quinta até ontem deram média de 36,2 pontos no Ibope da Grande São Paulo, 0,9 a mais do que no mesmo período da semana anterior.

Ajuda no Google


Google Search é, atualmente, o site de busca mais famoso, eficaz e visitado da web. Mas será que todo mundo sabe como fazer buscas eficientes no Google? A partir desta pergunta decidimos trazer-lhes algumas informações relevantes sobre como usar a busca do Google da melhor maneira.

Por exemplo: você sabia que é possível saber o horário local das principais cidades do mundo pelo Google? Sabia que também é possível consultar a previsão do tempo, converter moedas ou fazer contas matemáticas? Pois é, estas são apenas algumas de muitas outras ferramentas que o Google oferece.

Aqui segue uma lista com uma boa quantidade de comandos úteis aos internautas:

Conteúdo entre aspas: o comando “entre aspas” efetua a busca pela ocorrência exata de tudo que está entre as aspas, agrupado da mesma forma.

Sinal de subtração: este comando procura todas as ocorrências que você procurar, exceto as que estejam após o sinal de subtração. É chamado de filtro (ex: baixaki -download)

OR (ou): OR serve para fazer uma pesquisa alternativa. No caso de “Carro (vermelho OR verde)” (sem as aspas), Google irá procurar Carro vermelho e Carro verde. É necessário usar os parênteses e OR em letra maiúscula.

Asterisco coringa: utilizar o asterisco entre aspas o torna um coringa. (ex: café * leite: Google buscará ocorrências de café + qualquer palavra + leite.

Define: comando para procurar definições de qualquer coisa na internet (define:abacate).

Info: info serve para mostrar as informações que o Google tem sobre algum site (info:www.eujafui.com.br).

Palavra-chave + site: procura certa palavra dentro de um site específico (download site:www.baixaki.com.br).

Link: procura links externos para o site especificado (ex: link:www.blogaki.com.br).

Intitle: restringe os termos da busca aos títulos dos sites (ex: intitle:eu ja fui).

Allinurl: restringe os termos da busca às URL dos sites (ex: allinurl:cachorro).

Filetype: serve para procurar ocorrências algum formato de arquivo específico (ex: “arvore azul:pdf”).

Time: pesquisa o horário das principais cidades do mundo (ex: time:new york).

Weather: pesquisa a previsão do tempo para as principais cidades do mundo (ex: weather:tokyo).

Calculadora: serve para efetuar contas matemáticas com o Google (ex: 10 / 2).

Conversão de moedas: serve para comparar o atual valor de duas moedas (ex: 7 dollar in real).

Conversão de temperatura: converte temperatura em Celsius para Fahreinheit (ex: 140 C in F).

Conversão de distâncias: utilizada para ver a correspondente distância em diferentes medidas (ex: 100 miles in kilometers).

Conversão de velocidade: comando para converter medidas de velocidade (ex: 48 kph to mph).

Find a business: procure lojas ou restaurantes em certa cidade. (não disponível para o Brasil) (ex: shopping, Chicago).

Movie: comando para procurar por títulos de filmes (ex: movie: Batman).

Director: o comando director serve para descobrir o nome de um diretor de certo filme (ex: director braveheart).

Dinheiro Sujo


Quantas pessoas compram alguma guloseima e a comem na mesma hora? Mal sabem que ao ingerir o alimento estão ingerindo também vários tipos de bactérias e fungos presentes nas cédulas do dinheiro utilizado para comprar o alimento, podendo inclusive causar sérios problemas para a saúde, como a septicemia, que é uma infecção generalizada.
Pesquisas recentes afirmam que em uma nota de R$ 1, existem cerca de 247,25 micróbios por centímetro quadrado. Desses micróbios, 42% são do tipo estafilococo, uma bactéria que pode causar inflamações nos ouvidos e intoxicação alimentar.
É preciso lavar as mãos antes de ingerir qualquer alimento. Para os especialistas, não adianta lavar as mãos por 20 ou 30 segundos, nem com o uso apenas de água. Embora não pareça muito prático, o ideal é esfregar as mãos com sabão durante 1 minuto. Em alguns casos especiais aconselha-se lavar as mãos com álcool durante 3 minutos.
Algumas maneiras que podem reduzir a quantidade de bactérias presentes no dinheiro:

- Preferir notas plásticas, já que estas possuem uma contaminação menor que as notas de papel;
- Evitar que o dinheiro caia no chão;
- Aumentar a freqüência da substituição do dinheiro em circulação.

segunda-feira, 17 de março de 2008

Olhos Vermelhos


Em algumas ocasiões, quando tiramos uma foto acontece de alguém ficar com uma coloração avermelhada na região dos olhos. Mas por que isso ocorre?
Na verdade, o olho humano funciona como uma câmara escura. Embora pelo lado externo a pupila seja da cor preta, a região do fundo do olho, chamada de retina, é provida de diversos vasos sanguíneos, dando uma coloração avermelhada.
O que ocorre nas fotos é que a luz do flash incide sobre a pupila e alcança a retina. Ao alcançar essa parte do olho, a luz atinge as veias sangüíneas e a cor vermelha é preferencialmente refletida. Outra questão: por que nem sempre isso acontece?
A ocorrência ou não dos olhos avermelhados nas fotos irá depender da claridade do ambiente. Quando o ambiente está grandemente iluminado, as pupilas se contraem naturalmente, dificultando a entrada da luz do flash.
As câmeras fotográficas atuais possuem recursos que diminuem o efeito dos “olhos vermelhos”, disparando luzes antes do flash com o objetivo de retrair as pupilas do fotografado. Outra solução é olhar para um objeto luminoso alguns instantes antes de tirar a foto, fazendo com que haja a contração da pupila.

Entendendo o Processo Eleitoral Norte-Americano



O processo eleitoral norte-americano é um pouco mais complexo do que o brasileiro. Todo político que tem intenção de tornar-se presidente primeiramente organiza um comitê exploratório antes das eleições, cuja finalidade é testar suas chances e arrecadar fundos para sua campanha. Após tais realizações, ele deve declarar formalmente sua candidatura à indicação de seu partido. Geralmente, há muitos candidatos que disputam a indicação partidária para concorrer à Presidência, sendo o Partido Republicano e o Democrata os principais quando se fala em política norte-americana.
As chamadas eleições primárias, que é a disputa entre candidatos de um mesmo partido, costumam ocorrer entre os meses de janeiro e junho. Eleitores em cada um dos Estados norte-americanos elegem os delegados partidários, alguns deles preferem escolher seus delegados através de uma prévia (sistema de reuniões políticas). Muitos candidatos tornam-se praticamente imbatíveis após vencer um número significativo de primárias, não necessitando do resultado das disputas nos últimos Estados. As convenções partidárias nacionais, realizadas um pouco antes da eleição presidencial, são usadas para indicar formalmente o candidato escolhido pelo partido para concorrer à Presidência. São os delegados partidários que escolhem os indicados durante as primárias e, será o candidato que disputará a eleição que irá escolher o vice para sua chapa.
A eleição presidencial ocorre sempre na primeira terça-feira de novembro do ano eletivo. Ao contrário do Brasil, os eleitores não participam de uma eleição direta, eles são responsáveis pela escolha dos “eleitores” que formam um Colégio Eleitoral. O número de “eleitores” por Estado é determinado pelo tamanho de sua população. Na maioria dos Estados, o vencedor do voto popular, leva todos os votos do Colégio Eleitoral daquele Estado. Devido a esse sistema, um candidato pode vencer sem ter o maior número de votos populares em âmbito nacional.

Cuidados no "Mercado Livre"



ANTES DE COMPRAR

Analise as referências do vendedor:
# Qual o tipo de mercadoria que ele vende? As mercadorias com maior índice de fraude são os eletrônicos e bens de informática, mas os golpes não estão limitados apenas nessas áreas - todo cuidado é pouco!
# A mercadoria que ele pretende vender faz parte do negócio normal dele ou foge do padrão? Exemplo: todas as avaliações referem-se à peças para carro, e agora este vendedor está anunciando produtos de informática ou celulares. Essa negociação é estranha, e você deve tomar cuidado!
# As perguntas feitas pelos compradores para o vendedor foram respondidas?
# A pontuação envolveu mercadorias ou foram "trocas de favores"? A pontuação pode ser inflada por negociações falsas, envolvendo produtos com baixo valor apenas visando aumentar as avaliações positivas
ANTES de pagar

ANTES DE PAGAR

Peça os dados do vendedor:
# Nome completo
# Banco, agência, conta para depósito
# CPF do titular da conta
# CPF do vendedor, se diferente do titular da conta
# Telefone fixo e celular para contato
# Ligue para o telefone indicado no cadastro e para os telefones fornecidos pelo vendedor. Converse com ele e tente certificar-se da sua idoneidade.

Dicas adicionais:
Prefira um vendedor com email não gratuito, um email em um provedor brasileiro como Terra ou UOL.
Desconfie se o email do vendedor for gratuito (GMail, Yahoo!, Hotmail, BOL etc etc).
Consulte no site da Receita Federal se o CPF ou CNPJ conferem com o nome informado tanto do vendedor quanto do titular da conta;
MULTIPLIQUE POR UM MILHÃO sua atenção se o único telefone de contato for um telefone celular.
PREFIRA O PAGAMENTO NA CONTA DO PRÓPRIO VENDEDOR - evite depósitos em contas de terceiros.

VOU PAGAR

# Se você tiver acesso à SERASA ou alguma outra agência de crédito (SCPC), consulte os dados cadastrais do vendedor;
# Mantenha cópia de todos os documentos e anotações feitas;
# Mantenha um histórico dos contatos. Se o contato for telefônico, anote o dia, hora, duração, com quem falou e qual o assunto tratado;
# Prefira o pagamento na boca do caixa do banco. Evite o pagamento no caixa eletrônico - isso evita alegações que o envelope estava vazio, por exemplo;
# PEÇA PARA O CAIXA CONFIRMAR O NOME DO TITULAR DA CONTA ANTES DE EFETUAR O DEPÓSITO. Caso o nome do titular da conta seja diferente do indicado, NÃO EFETUE O PAGAMENTO;
# Guarde o comprovante do pagamento.

PAGUEI E AINDA NÃO RECEBI. E AGORA?

# Entre em contato por email e telefone com o vendedor - verifique se ele tem um número da etiqueta para rastreamento do produto nos correios, por exemplo
# Verifique o motivo do atraso - mais uma das inúmeras greves dos correios?
# Verifique as qualificações do usuário - novas qualificações negativas indicam claramente um golpe.
Paguei, esperei e não recebi a mercadoria? O que eu faço?

Se passado um período razoável desde a data de pagamento (entre 5 e 10 dias) não houver contato do vendedor nem o recebimento da mercadoria ou do número da etiqueta para rastreamento, inicie o processo penoso de tentar recuperar seu dinheiro:
# Denuncie o fato no Mercado Livre - leia a página com as orientações e preencha o formulário de reclamação
# Com todas as informações recolhidas no passo "ANTES de pagar", procure a delegacia de polícia do seu bairro e faça uma queixa de estelionato (art. 171 do Código Penal)

Você poderá procurar ainda o Juizado Especial Cível da sua cidade e entrar com uma reclamação contra o Mercado Livre. Existem vários relatos de consumidores que foram enganados e o Mercado Livre fez um acordo judicial para devolução do prejuizo do consumidor.

Muitas faculdades de direito possuem departamentos onde os cidadãos poderão buscar orientação básica antes de procurar a justiça para resolver o problema. Procure uma faculdade de direito próxima para maiores informações. Procure no Google por apoio juridico faculdade direito.

Dica:
O Mercado Livre possui um seguro que poderá ressarcir parcialmente seu prejuizo. Consulte as regras aqui e aqui e os valores de indenização aqui.
Como saber se um vendedor é honesto?

A honestidade não está estampada na cara de ninguém, muito menos está indicada no tratamento frio e distante do telefone ou email, mas você pode ter alguns indícios se o vendedor tem a intenção de entregar a mercadoria que você comprou ou não. Vejamos:
# O vendedor honesto entrará em contato com você todas as vezes que você entrar em contato com ele. Ou seja, se o vendedor for honesto, todos os seus emails serão prontamente respondidos;
# O vendedor honesto não se esconde atrás de um único telefone celular - ele fornecerá um telefone fixo para contato;
# O vendedor honesto PODE ter um email em um provedor gratuito (GMail, Yahoo!, Hotmail, BOL etc), mas normalmente ele terá um email em um provedor, como o Terra ou UOL ou até mesmo um domínio próprio.

ONDE RECLAMAR

Confirmado que foi vítima de um golpe, sugiro que faça o seguinte:
# Se você for um usuário do Orkut, comece reclamando na comunidade Tomei calote no Mercado Livre;
# Preencha o formulário de denúncia no Mercado Livre;
# Procure a delegacia de polícia do seu bairro ou a delegacia especializada de crimes eletrônicos, se houver em sua cidade. Aqui será feita a queixa contra o vendedor;
# Ingresse com a ação no Juizado Especial Cível da sua cidade ou estado. Aqui será feita a reclamação contra o Mercado Livre.
# Faça a reclamação formal também no PROCON de seu estado. O PROCON poderá aplicar sanções financeiras contra empresas que não atendam os consumidores adequadamente. Em São Paulo, veja como reclamar aqui.

Para obter os dados cadastrais do Mercado Livre, necessários para a queixa na polícia civil e na justiça, pesquise no site da Receita Federal pelo CNPJ do Mercado Livre: 03.361.252/0001-34 (faça o copy/paste / copiar/colar: 03361252000134). Sugiro que imprima e leve junto com você. Lembre-se também de levar todos os dados do vendedor, bem como os comprovantes e documentos já citados anteriormente.

O endereço mais recente da empresa "MERCADOLIVRE.COM ATIVIDADES DE INTERNET LTDA" informado no site da Receita Federal em 10 de novembro de 2007 é:

Mercadolivre.Com Atividades de Internet Ltda
R Gomes de Carvalho, 1306 7 Andar
Itaim Bibi
04547-005 Sao Paulo, SP

Depilação com Linha



Estar em boa forma física, com a pele hidratada, os cabelos sedosos e saudáveis e as unhas sempre bonitas são preocupações consideradas básicas para qualquer mulher.
Preocupações que estão na mesma lista de outro cuidado igualmente importante: a higiene corporal, que começa com a eliminação dos pêlos indesejados.
Acontece que esse processo de retirar os pêlos é um dos grandes tormentos para a mulher, porque pode causar dor, irritação, inflamação e, com o tempo, a temida flacidez em regiões mais frágeis, como o buço.
Há, porém, uma forma de se livrar de até 95% dos pêlos com um mínimo de agressão à pele. Trata-se da depilação a fio ou com linha, criada há muitos anos no mundo Oriental e introduzida recentemente no Brasil. O procedimento consiste em retirar os pêlos usando linha de costura, 100% poliéster, presa às mãos, procedimento delicado que exige cuidado e habilidade nos movimentos.

Como fazer

O designer de sobrancelhas Carlos Mumme explica como funciona a técnica: "Separamos um pedaço de linha com comprimento entre 80 cm e 1 metro. Usando o indicador e o polegar das duas mãos, cruzamos a linha sobre os pêlos no formato de x movimentando-a rasteiramente sobre a pele. Com isso, os pêlos se enroscam na linha e acabam sendo retirados pela raiz”, explica.
Ele também diz que para depilar todo o rosto, por exemplo, a técnica dura em média de 20 a 40 minutos e custa aproximadamente R$ 80. "Não se pode esquecer, antes de tudo, de limpar bem a área a ser depilada com álcool 70% para a remoção da sujeira e passar um anestésico específico, desenvolvido especificamente para este tipo de depilação", diz o profissional.
O designer aconselha ainda que não sejam usados cremes hidratantes nos dois dias seguintes à retirada dos pêlos para evitar a obstrução dos poros e permitir que a pele respire naturalmente.
A principal vantagem dessa depilação é a de arrancar os pêlos sem comprometer a estrutura da pele.
Diferentemente do que acontece, por exemplo, quando se usa cera ou lâmina. Outras vantagens da depilação a fio é que ela afina os pêlos e faz com que eles demorem, cada vez mais, para nascer. "Quem usa cera no buço precisa depilar a cada 15 dias ou três semanas. Quem usa linha depila uma vez por mês", esclarece Carlos Mumme.
Além dessas vantagens, a depilação de linha, quando realizada em intervalos de 30 a 40 dias, é capaz de diminuir progressivamente o número de pêlos na região, não havendo a possibilidade de engrossar ou aumentar a quantidade, e não apresentando contra indicação ou risco.

domingo, 16 de março de 2008

Campanha

J V E D GP GC SG PG AP
BOTAFOGO 14 11 1 2 37 14 23 34 80
VASCO 14 11 0 3 38 16 22 33 78
FLAMENGO 16 12 1 3 36 19 17 37 77
FLUMINENSE 14 9 4 1 41 15 26 31 73
PALMEIRAS 16 9 4 3 29 14 15 31 64
CORINTHIANS 16 8 6 2 23 9 14 30 62
SÃO PAULO 17 8 6 3 24 22 2 30 58
SANTOS 17 8 3 6 23 19 4 27 52

sábado, 15 de março de 2008

60 Anos do Primeiro Titulo Sulamericano do Brasil














Na música que virou símbolo da torcida cruzmaltina nos estádios desde o ano passado é possível entender um pouco da história do clube: "Vou torcer pro Vasco ser Campeão,
São Januário, meu caldeirão... Vasco, tua glória é tua história, é relembrar o Expresso da
Vitória". O citado "Expresso da Vitória", time que entre 1945 e 1952 ganhou dezenas de títulos, foi o responsável por uma das conquistas mais importantes da história da Colina. No dia 14 de março fez 60 anos que o Vasco levantou a taça do Campeonato Sul-Americano de Clubes Campeões de 1948.
A competição, disputada no Chile, foi a primeira conquista pelo futebol brasileiro no exterior. Incluindo a seleção brasileira. O Vasco foi campeão invicto com quatro vitórias e dois empates e superou um dos principais clubes da época: o River Plate, da Argentina, que era chamado de "La Maquina" e tinha o craque Di Stéfano. O Sul-Americano de Clubes Campeões foi o título mais importante do Vasco até a conquista da Taça Libertadores em 98.
A Conmebol passou a reconhecer a competição em 1996, e o Vasco se tornou o primeiro campeão sul-americano. A reivindicação da diretoria ocorreu para o clube ter o direito de disputar a Supercopa, que reunia todos os campeões de Libertadores.
A defesa do Vasco usou como principal prova um livro antigo da Conmebol, que havia sido descoberto na época, e contava a história da Taça Libertadores. No livro, o Sul-Americano de Clubes Campeões de 1948 foi considerado o "embrião" da Libertadores.
O livro "Um Expresso chamado Vitória", que será lançado em agosto deste ano e foi produzido pelos pesquisadores Alexandre Mesquita e Jefferson Almeida, descobriu que o Vasco recebeu o convite para participar do Sul-Americano de Clubes Campeões de 1948 por um dirigente rubro-negro. Dario de Melo Pinto, que representava os interesses do Colo Colo, do Chile, entrou em contato com a diretoria vascaína no dia 18 de dezembro de 1947 para conversar sobre a competição. O cartola rubro-negro também levou o presidente do clube chileno, Robinson Alvarez Marín, para visitar a sede de São Januário e acertar a participação vascaína. O clube foi escolhido por ter sido campeão invicto do Campeonato Carioca de 1947. Outros seis clubes disputaram o título com o Vasco:

* Colo-Colo (Chile) - Campeão chileno e organizador da competição
* Nacional (Uruguai) - Campeão uruguaio de 1947
* River Plate (Argentina) - Campeão argentino de 1947 e visto como o principal time sul-americano
* Emelec (Equador) - Campeão de Guayaquil em 1946 e 1948, na época o principal torneio do país
* El Lítoral (Bolívia) - Campeão do Torneio de La Paz, a principal competição boliviana
* Municipal (Peru) - Vice-campeão peruano de 1947

A competição tinha um regulamento simples. Todos os clubes se enfrentariam, e o campeão seria quem somasse mais pontos. O Sul-Americano de Campeões duraria pouco mais de um mês. Começava no dia 11 de fevereiro e terminava no dia 14 de março. Todos os jogos vascaínos seriam disputados no Estádio Nacional, em Santiago, na capital chilena.


DATA JOGOS GOLS DO VASCO
14/02/1948 2 x 1 Litoral-BOL Lelé (2)
18/02/1948 4 x 1 Nacional-URU Ademir, Maneca, Danilo e Friaça
25/02/1948 4 x 0 Municipal-PER Lelé, Friaça (2) e Ismael
29/02/1948 1 x 0 Emelec-EQU Ismael
07/03/1948 1 x 1 Colo Colo-CHI Friaça
14/03/1948 0 x 0 River Plate-ARG -

O Vasco viajou com 18 jogadores para disputar a competição: Barbosa, Barcheta, Augusto, Wilson, Rafagnelli, Ely, Danilo, Jorge, Moacir, Djalma, Nestor, Maneca, Ademir, Dimas, Lelé, Friaça, Ismael e Chico. Apenas um atleta não entrou em campo durante o Sul-Americano: o meia Moacir, que na época tinha 23 anos. A força daquele time poderia ser comprovada pouco tempo depois. Seis jogadores que conquistaram o título de 1948 foram titulares da seleção brasileira na Copa de 1950.
O Vasco estreou no dia 14 de fevereiro contra o Litoral, da Bolívia. O jogo foi mais difícil do que o esperado. E a vitória veio graças à inspiração de Lelé, que fez os dois gols do triunfo de 2 a 1. No jogo seguinte, o Expresso da Vitória encararia um dos favoritos ao título: o Nacional, do Uruguai. Mas o Vasco fez a melhor partida na competição e não deu chance ao rival. Uma goleada de 4 a 1, com gols de Ademir, Friaça, Danilo e Maneca. Mas a vitória nem foi comemorada. O atacante Ademir de Menezes sofreu uma fratura no tornozelo direito durante o jogo e estava fora da competição. O Vasco perdia seu o principal jogador.
O técnico Flávio Costa escolheu, então, Lelé para entrar no time. O atacante terminou a competição com três gols. Na terceira partida, outra goleada cruzmaltina: 4 a 0 sobre o Municipal, do Peru. Os gols foram marcados por Lelé, Friaça (2) e Ismael.
De mero participante, o Vasco passou a ser visto como um time que disputaria o título. Após três partidas, o time dividia a liderança com o River Plate. O quarto jogo foi difícil. Vitória de 1 a 0 sobre o Emelec, do Equador, com um gol de Ismael no segundo tempo.
Aliás, a boa preparação física daquele time foi fundamental para o título. Dono do melhor ataque da competição, o Vasco fez nove dos seus 12 gols no segundo tempo.
Com um tropeço do River Plate contra o Nacional, do Uruguai, o Vasco passou a depender apenas de si para ser campeão. E enfrentando mais de 50 mil torcedores empatou com o anfitrião Colo Colo por 1 a 1. O gol vascaíno foi feito por Friaça. O jogo decisivo seria na última rodada, contra o River Plate. Um empate garantia a conquista.
O rival era chamado de "La Maquina" por ter conquistado cinco vezes o título argentino na década de 40. Alfredo Di Stéfano era visto como um dos melhores jogadores do mundo na época e havia marcado 27 gols no último campeonato nacional.
O Vasco jogou com a camisa preta com faixa diagonal branca e calções brancos. O técnico Flávio Costa resolveu barrar para a final o zagueiro argentino Rafagnelli, até então titular absoluto. O caso nunca ficou bem esclarecido. Anos mais tarde, Flávio Costa disse que na véspera da partida não sentiu confiança no jogador.
O jogo ganhou um ar dramático quando o zagueiro Wilson, destaque do time com a marcação em cima do craque Di Stéfano, deixou o gramado contundido. Além disso, o atacante Chico, um dos melhores da equipe, foi expulso após uma confusão no gramado. Aos 42 minutos do segundo tempo, Di Stéfano acertou um chute no travessão de Barbosa. A sorte estava do lado dos campeões. Fim de jogo, e o Vasco era o primeiro clube a conquistar um título sul-americano.

Tim Maia



Hoje faz 10 anos da morte de Sebastião Rodrigues Maia, nascido na cidade do Rio de Janeiro em 28 de Setembro de 1942. Penúltimo de 19 irmãos, aos oito anos já compunha suas primeiras musicas. Aos 14 anos, formou seu primeiro conjunto musical, Os Tijucanos do Ritmo, no qual tocava bateria, e que durou apenas um ano. Começou a estudar violão num curso particular e formou em 1957 o conjunto Os Sputniks, que tinha também entre seus integrantes Erasmo Carlos e Roberto Carlos, tendo sido professor de violão de ambos. Em 1959, antes de completar 17 anos, com a morte do pai, foi para os EUA, onde fez cursos de inglês e iniciou carreira como vocalista, participando de um conjunto chamado The Ideals. Permaneceu nos EUA ate 1963, quando foi preso por portar maconha. Após seis meses de prisão e dois meses de espera, foi deportado para o Brasil. Seu primeiro trabalho solo foi um compacto pela CBS em 1968, que trazia as musicas Meu pais e Sentimento (ambas de sua auto- ria, como todas as musicas sem indicação de autor). Sua carreira no Brasil fortaleceu-se a partir de 1969, quando gravou um compacto simples pela Fermata com These are the Songs (regravada no ano seguinte por Elis Regina em duo com ele, e incluída no LP Em pleno verão, de Elis) e What You Want to Bet. Em 1970 gravou seu primeiro LP, Tim Maia, na Polygram, que permaneceu em primeiro lugar no Rio de Janeiro por 24 semanas. Os principais sucessos desse disco foram Coronel Antônio Bento (Luís Wanderley e João do Vale), Primavera (Cassiano) e Azul da cor do mar. Nos três anos seguintes, pela mesma gravadora, lançou os discos Tim Maia volume II (com Não quero dinheiro (Só quero amar)), Tim Maia volume III e Tim Maia volume IV, no qual se destacaram Gostava tanto de você (Edson Trindade) e Réu confesso. Em 1975 gravou os LPs Tim Maia racional vol. 1 e vol. 2. Em 1978 gravou para a Warner Tim Maia Disco Club, com um de seus maiores sucessos, Sossego.
Lançou em 1983 o LP Descobridor dos Sete Mares, com destaque para a música-título e Me de motivo (Sullivan e Massadas). Outro disco importante da década de 1980 foi Tim Maia (1986), que trazia Do Leme ao Pontal. Artista com histórico de problemas com as gravadoras, na década de 1970 fundou seu próprio selo, primeiramente Seroma e depois Vitória Regia. Por ele, lançou em 1990 Tim Maia interpreta clássicos da bossa nova, e mais tarde Voltou a clarear e Nova era glacial. Em 1993, dois acontecimentos reimpulsionaram sua carreira: a citação feita por Jorge Ben Jor em sua musica W/Brasil e uma regravação que fez de Como uma onda (Lulu Santos e Nelson Mota) para um comercial de televisão, de grande sucesso e incluída no CD Tim Maia, do mesmo ano. Assim, aumentou muito sua produtividade nesta década, gravando mais de um disco por ano com grande versatilidade: seu repertório passou a abranger bossa nova, canções românticas, funks e souls. Também teve muitas de suas musicas regravadas por artistas jovens, como Paralamas do Sucesso, Marisa Monte e Skank.
Em 1996 lançou dois CDs ao mesmo tempo: Amigo do rei, juntamente com Os Cariocas, e What a Wonderful World, com recriações de standards do soul e do pop norte-americano dos anos de 1950 a 1970. Em 1997 lançou mais três CDs, perfazendo 32 discos em 28 anos de carreira.
Durante a gravação de um espetáculo para a TV no Teatro Municipal na cidade de Niterói, no dia 3 de março de 1998, Tim tentou cantar, mesmo sabendo de sua má condição de saúde. Não conseguiu e retirou-se sem dar explicações; terminou sendo levado para o hospital numa ambulância, vindo a falecer em 15 de Março em Niterói.

Discografia

1970 - Tim Maia
1971 - Tim Maia
1972 - Tim Maia
1973 - Tim Maia
1975 - Tim Maia Racional
1976 - Tim Maia
1976 - Tim Maia Racional II
1977 - Tim Maia
1978 - Disco Club
1978 - Tim Maia
1979 - Reencontro
1980 - Tim Maia
1982 - Nuvens
1983 - O Descobridor dos Sete Mares
1984 - Sufocante
1985 - Tim Maia
1986 - Tim Maia
1987 - Somos América
1988 - Carinhos
1990 - Dance bem
1990 - Clássicos da Bossa Nova
1992 - Tim Maia ao Vivo
1993 - Romântico
1994 - Voltou Clarear
1995 - Nova Era Glacial
1997 - Pro Meu Grande Amor
1997 - Sorriso de Criança
1997 - What a Wonderful World
1997 - Amigos do Rei - Tim Maia e os Cariocas
1997 - Só Você - Para Ouvir e Dançar
1998 - Tim Maia ao Vivo II

Homenagem a Zé Ramalho














No quadro "Homenagem ao Artista" dessa semana no programa Raul Gil a música nordestina vai ser homenageada através de Zé Ramalho.
Alguns dos talentos descobertos no Raul Gil estiveram no palco para homenagear Zé Ramalho:

Felipe Haniel - Frevo mulher
Alex Jr. - Sinônimos
Mayck e Lyan - Chão de giz
Ricky Vallen - Mulher nova, bonita e carinhosa faz o homem gemer sem sentir dor

Não perca o Programa Raul Gil neste sábado às 15h na Band.

Como funciona o Radar


Para entender como funcionam os detectores de radar, primeiro você precisa saber exatamente o que eles estão detectando.O conceito de medir a velocidade de um veículo por meio do radar é muito simples. Um radar móvel é apenas um transmissor e receptor de rádio combinado em uma unidade.Um transmissor de rádio é um dispositivo que oscila uma corrente elétrica de modo que a voltagem aumente e diminua em uma determinada freqüência. Essa eletricidade gera energia eletromagnética.
Quando a corrente oscila, a energia se desloca pelo ar como uma onda eletromagnética. Um transmissor também possui um amplificador que aumenta a intensidade da energia eletromagnética e uma antena que a irradia no ar.
Um receptor de rádio é apenas o inverso do transmissor: ele capta as ondas eletromagnéticas através de uma antena e as converte novamente em corrente elétrica. Na essência, rádio é apenas a transmissão de ondas eletromagnéticas através do espaço.
Radar é o uso de ondas de rádio para detectar e monitorar diversos objetos. A função mais simples do radar é informar a distância em que se encontra um objeto. Para isso, ele emite uma onda de rádio concentrada e fica atento a algum eco. Se houver um objeto no caminho dessa onda, ele refletirá uma parte da energia eletromagnética e ela irá ricochetear de volta para o dispositivo de radar. As ondas de rádio se movem através do ar a uma velocidade constante (a velocidade da luz), sendo assim, o dispositivo de radar pode calcular a distância do objeto com base no tempo que o sinal de rádio leva para retornar.
O radar também pode ser usado para medir a velocidade de um objeto devido a um fenômeno chamado desvio Doppler. Como as ondas sonoras, as ondas de rádio possuem uma determinada freqüência, que corresponde ao número de oscilações por unidade de tempo. Quando o radar portátil e o carro estiverem parados, o eco terá a mesma freqüência de onda que o sinal original. Cada parte do sinal é refletida quando atinge o carro, espelhando exatamente o sinal original.
Mas quando o carro está se movendo, cada parte do sinal de rádio é refletida em um ponto diferente do espaço, o que altera o padrão da onda. Quando o carro se afasta do radar portátil, o segundo segmento do sinal tem que se deslocar por uma distância maior do que o primeiro segmento para alcançar o carro. Como você pode ver no diagrama abaixo, isso tem o efeito de “alongar” a onda, ou diminuir sua freqüência. Se o carro se mover na direção do radar portátil, o segundo segmento da onda se deslocará por uma distância menor do que o primeiro segmento antes de ser refletido. Como resultado, os picos e vales das ondas serão comprimidos uns contra os outros e, com isso a freqüência aumenta.
Com base nas alterações da freqüência, um radar portátil pode calcular quão rapidamente um carro se move em direção a ele ou para longe dele. Se o radar portátil for usado no interior de um carro de polícia, seu próprio movimento também deverá ser considerado. Por exemplo, se o carro de polícia viaja a 80 km/h e o radar detecta que o alvo se afasta a 30 km/h, este deve estar dirigindo a 110 km/h. Se o radar determina que o alvo não está se aproximando nem se afastando do carro de polícia, então o alvo está a 80 km/h.
Há mais de 50 anos, é desta forma que os policiais multam quem dirige acima da velocidade permitida. Recentemente, muitos departamentos acrescentaram um novo tipo de detector de velocidade que usa luz em vez de ondas de rádio.

Dia do Consumidor



Foram necessários quase 4 mil anos, desde o Código de Hamirabi, no 18º século A.C. para que o brasileiro pudesse festejar seu Dia do Consumidor.
``Eles são o maior grupo econômico, e influenciam e são influenciados por quase toda decisão econômica publica ou privada. Apesar disso, eles são o único grupo importante cujos pontos de vista muitas vezes não são considerados``.
Em 15 de março de 1962, o então presidente dos Estados Unidos, John Fitzgerald Kennedy, fez essa declaração ao Congresso americano e encaminhou mensagem reconhecendo os direitos dos consumidores, relativos a livre escolha de produtos e serviços, segurança destes, informação sobre eles e a ser ouvidos pelos fornecedores, pela Justiça e pela polícia. Um ordenamento jurídico que permaneceu inerte por milênios, o arremedo de um código que serviu de modelo para todos os países membros da Organização das Nações Unidas (ONU). Em homenagem a esse gesto, o 15 de março foi escolhido Dia do Consumidor.
No Brasil, até bem pouco tempo, as relações de consumo funcionavam na base do "Vá se queixar ao bispo!". Esse era o pensamento único do fornecedor com relação a qualquer tipo de reclamação infundada ou não, que fosse apresentada.
O único jeito era apelar para o Código Civil, formado por uma tonelada de leis para operador de Direito nenhum botar defeito. Trazia consigo aquela antiga e lenta Justiça; muito difícil e, sem dúvida onerosa.
Após a Constituição de 1988 - que determinou que o poder público promovesse a defesa do consumidor, definindo direitos básicos, oferecendo instrumentos e dando ênfase à informação e ao controle de qualidade - foi aprovada na câmara dos deputados o Código de Defesa do Consumidor (CDC), lei 8.078, de 11 de setembro de 1990, que dispõe sobre a proteção do consumidor.
A lei "pegou" com seus 119 artigos, coisa que nem sempre acontece nesse ainda nosso imenso Brasil. Mais do que uma nova lei, constituiu um marco na organização da sociedade civil em defesa dos próprios direitos.
Em março de 1997, foi publicado o Decreto nº 2181/97, que organizou o Sistema Nacional de Defesa do Consumidor e estabeleceu as normas para aplicação das sanções administrativas. Esse decreto estabeleceu também a elaboração do Cadastro de Reclamações Fundamentadas ou Cadastro de Fornecedores, divulgado periodicamente pelos Procons de todo o país, com objetivo de orientar os consumidores.
Chegar-se-á, seguramente, a um tempo em que não será necessário nenhum código de defesa de consumidor, uma vez que estarão definitivamente banidas do mercado as empresas que precisarem de um código para colocar limites em seus abusos e no relacionamento com os consumidores. Mas a história demonstra que não há conquista sem lutas, pelo menos enquanto muitos homens de negócio ainda insistam em contrariar o grande Monteiro Lobato, quando afirmou: ``O verdadeiro objetivo de uma empresa não é ganhar dinheiro, e sim bem servir ao público, produzindo artigos de fabricação conscienciosa e vendendo-os pelos preços mais moderados possível. A empresa que se norteia por esses princípios nunca pára de crescer nem desdobrar-se em benefícios para todos quantos nela cooperam`` - Monteiro Lobato.

Fontes:

www.gente.rec.br
www.clipping.planejamento.gov.br
www.canaljustica.jor.br

sexta-feira, 14 de março de 2008

Por Que o Teclado não está em ordem alfabética?

















A aparente confusão na distribuição das letras em um teclado pode dar a entender que a disposição das teclas é meramente aleatória. Entretanto, a origem da configuração de letras utilizada até hoje em 99% dos teclados data do século retrasado, e foi desenvolvido para resolver problemas mecânicos nos primeiros protótipos de máquinas de escrever.
De acordo com o pesquisador Darryl Rehr, autor do livro A Primeira Máquina de Escrever, o responsável pela configuração foi Christopher Sholes, um inventor americano considerado um dos pais da máquina de escrever. A carreira de Sholes começou como aprendiz de tipógrafo ainda adolescente.
A vida adulta foi dedicada ao jornalismo e à política. Já aposentado, em 1967, Sholes passou a desenvolver protótipos de máquinas que ajudassem o trabalho nas redações de jornais.
Trabalhando com Samuel W. Soule e Carlos Glidden, Sholes desenvolveu a primeira máquina de escrever no ano seguinte e conseguiu a patente da invenção. Entretanto o aparelho apresentava um problema no acionamento simultâneo de certas teclas e fazia o mecanismo travar a máquina de escrever.
Muitos anos depois, James Densmore, um parceiro comercial de Sholes, apresentou uma idéia de configuração que poderia solucionar o problema. Sholes então aperfeiçoou a idéia de Densmore e assim nasceu o teclado conhecido com QWERTY. O nome vem da disposição das primeiras seis teclas.
O próprio nome da configuração chegou a gerar uma lenda urbana sobre a identidade do inventor. Dizia-se que ela havia sido inventada por um certo Qwerty Uiop. Esse nome, entretanto, nada mais é do que a disposição da primeira fila alfabética do teclado criado por Sholes.
Mais recentemente, com a popularização dos computadores, e sem o problema mecânico que afetava as máquinas de escrever, outras configurações foram adotadas, mas não se tornaram populares. É o caso do padrão chamado Dvorak, criado por August Dvorak e William Dealey em 1936. Na França e na Bélgica, alguns notebooks e teclados são construídos com uma outra configuração, chamada AZERTY.

Piauiense nas Olimpiadas da China





A judoca Sarah Meneses viajou hoje para o Rio de Janeiro.
A piauiense receberá o comunicado oficial da Confederação Brasileira de Judô ao meio-dia sobre a sua titularidade na Olimpíada de Pequim. Ela estará ao lados dos judocas que irão ser apresentados a imprensa no Aeroporto do Rio.

A Matemática do BBB


















Na hora de computar o total de votos do Paredão cerca de 90% vem da internet e os outros 10% vem de torpedos de celular e de ligações telefônicas.
Na hora de computar o total, entra em cena um segredinho industrial. Não se chega ao resultado por uma soma simples, e sim graças a uma ponderação matemática.
Na "democracia" do BBB, um voto pela internet vale menos do que um por torpedo. E este, por sua vez, menos ainda do que o voto pelo telefone. Os votos diurnos também têm peso menor que os noturnos. Essa equação, um tanto esotérica, representa uma tentativa de levar em conta as diferentes fatias da população que compõem a audiência do show.

 
Visitantes Online visitor stats PageRank googlecff2660fbc4d953a.html